Como realizar intervenções pedagógicas para o ENEM | par

Como realizar intervenções pedagógicas para o ENEM

Por Luísa França

23 de maio de 2018 ENEM

O ENEM é extremamente relevante para qualquer aluno do Ensino Médio - afinal, trata-se da maior porta de entrada para as principais universidades brasileiras. Nesse sentido, é importante que as escolas ajudem os estudantes na preparação para o Exame. Uma boa prática é pensar em intervenções pedagógicas específicas considerando os conteúdos e habilidades mais cobrados do ENEM.

Preparamos um passo a passo para ajudar na aplicação dessas intervenções pedagógicas. Confira o resultado e mãos à obra!

Passo 1: Separar os Conteúdos e Habilidades mais cobrados por disciplina

Para construir esse passo a passo consideramos o infográfico "Conteúdos e Habilidades mais cobrados do ENEM", que pode ser baixado gratuitamente.

Com base no material, o primeiro passo consiste em identificar quais são os conteúdos e as habilidades mais cobrados por disciplina.

Considerando, por exemplo, a disciplina Matemática:

Resultado geral:

matematica-intervencoes-pedagogicas-enem

Identifique os 5 conteúdos mais cobrados:

conteudos-matematica-intervencoes-pedagogicas-enem

Identifique as habilidades mais cobradas:

H03: Resolver situação-problema envolvendo conhecimentos numéricos;

H08: Resolver situação-problema que envolva conhecimentos geométricos de espaço e forma;

H24: Utilizar informações expressas em gráficos ou tabelas para fazer inferências;

H21: Resolver situação-problema cuja modelagem envolva conhecimentos algébricos;

H28: Resolver situação-problema que envolva conhecimentos de estatística e probabilidade.

Após essa primeira análise, repasse as informações sobre cada disciplina para os respectivos coordenadores de área e/ou professores.

Passo 2: Elaborar atividades para avaliar o desempenho dos alunos nos conteúdos e habilidades mais cobrados

Nesta etapa, os professores devem preparar atividades com questões que abordem os principais conteúdos e trabalhem as habilidades identificados no Passo 1 para cada disciplina.

É importante ressaltar que as questões usadas nas atividades devem ser no padrão ENEM, contemplando apenas uma habilidade da Matriz de Referência, seguindo as orientações do Inep. Também é importante que as questões apresentem a mesma estrutura de um item ENEM, ou seja, devem possuir um texto-base e cinco alternativas.

Recomenda-se que a atividade de cada disciplina tenha pelo menos 10 questões, para que cada habilidade seja cobrada no mínimo 2 vezes. Os professores podem elaborar os itens seguindo as instruções do Guia de Elaboração de Itens do Inep ou criar as atividades a partir de um banco de questões categorizados, como é o caso do AppProva.

Passo 3: Aplicar a atividade

As atividades podem ser aplicadas de duas maneiras: no papel ou online.

A atividade em papel, mais tradicional, requer mais tempo para aplicação, já que envolve mais etapas: diagramação, envio para a gráfica, transporte e revisão, por exemplo. Além disso, esse tipo de aplicação também costuma ter um custo maior, sobretudo por causa dos gastos com impressão.

A atividade online, por sua vez, tem sido cada vez mais utilizada pelas escolas por oferecer uma grande economia de tempo e dinheiro. Nesse caso, os professores preparam e disponibilizam as atividades na plataforma para os alunos, que podem fazê-las em sala, no laboratório de informática ou em casa, usando computadores ou até mesmo smartphones.

A maior diferença entre os dois métodos de aplicação é observada no próximo passo:

Passo 4: Corrigir as atividades e tabular os resultados

O objetivo dessas atividades não deve ser simplesmente dar uma nota para o aluno, mas analisar o desempenho nos conteúdos e habilidades abordados a fim de identificar lacunas no aprendizado. Sendo assim, a equipe pedagógica deve ir além da correção: é muito importante tabular os resultados para se levantar as taxas de acerto para cada conteúdo e habilidade.

Caso a atividade tenha sido aplicada em papel, a correção e a tabulação dos resultados devem ser feitas manualmente. Por outro lado, a atividade online é corrigida automaticamente, apresentando os resultados em relatórios de desempenho.

Para viabilizar análises mais ricas, recomenda-se que os resultados sejam separados por disciplina, série, turma, aluno, conteúdo e habilidade. Dessa forma, a equipe pode interpretar os dados de diferentes maneiras, possibilitando uma análise do aprendizado em diversas esferas.

Passo 5: Analisar os resultados

A partir dos relatórios de desempenho dos alunos por conteúdo, habilidade, série e turma, devem-se avaliar quais são os principais pontos de atenção que precisam ser trabalhados por cada professor.

Um bom diagnóstico vai indicar:

  • Quais turmas tiveram o desempenho mais crítico;
  • Quais disciplinas estão gerando maior dificuldade;
  • Quais habilidades devem ser melhor trabalhadas;
  • Quais conteúdos foram mais errados;
  • Quais alunos apresentaram maior dificuldade.

Essas informações servirão de guia para o planejamento das intervenções pedagógicas mais adequadas.

Passo 6: Aplicar as intervenções pedagógicas cabíveis

Uma vez que as análises indicaram os pontos fortes e fracos dos alunos considerando os conteúdos e habilidades mais cobrados do ENEM, é hora de pensar e aplicar intervenções pedagógicas com foco nos pontos de melhoria e nas lacunas do aprendizado.

Alguns tipos de intervenções que podem ser aplicados são:

  • Organizar aulas de revisão focadas nos conteúdos mais errados;
  • Orientar os estudantes para que usem um plantão de estudos como do Plurall para tirar suas dúvidas em casa;
  • Organizar grupos de estudo e monitorias entre os alunos;
  • Preparar aulas específicas para trabalhar as habilidades mais erradas;
  • Estimular os alunos com melhor desempenho para que ajudem os colegas com mais dificuldade (aprendizagem por pares).

É importante destacar que as intervenções pedagógicas não devem ser pensadas somente para os alunos que apresentaram lacunas no aprendizado - também é recomendável pensar em ações que valorizem e incentivem os alunos com maior aptidão. Preparamos um e-book mostrando como isso pode ser feito:

Baixe o e-book "Guia para desenvolver os alunos: Incentivando forças e superando dificuldades"

Passo 7: Faça novamente!

É fundamental que esse passo a passo seja repetido continuamente!

Isso porque, depois que as intervenções pedagógicas são concluídas, é importante aplicar novas atividades que vão indicar se as medidas adotadas foram bem-sucedidas.

Além disso, para que os alunos se desenvolvam de forma efetiva para o ENEM, deve-se implementar um modelo de avaliação contínua, que acarrete em uma melhoria constante do desempenho.

Os simulados ENEM com correção TRI podem ser grandes aliados nesse processo, já que permitem acompanhar a evolução dos alunos ao longo do ano letivo ou mesmo de um ano para o outro. Entenda melhor a importância e os benefícios desse tipo de simulado com o e-book que preparamos sobre o assunto:

Baixe o e-book "A importância dos simulados ENEM com correção TRI"


Fale com um
especialista

Converse com um especialista e saiba como a par pode ajudar sua escola a alcançar resultados pedagógicos cada vez melhores.