Conteúdo fundante: o que é e por que é importante? - Par

Conteúdo fundante: o que é e por que é importante?

Por Luísa França

24 de mar de 2017 Escola

Conteúdo fundante: o que é e por que é importante?

Um professor, quando vai iniciar qualquer novo conteúdo ou ano letivo, deve avaliar como estão as informações e conhecimentos básicos necessários para o desenvolvimento dessa nova etapa de aprendizado. Esses conteúdos são chamados de fundantes e consistem em conhecimentos prévios que permitem a compreensão e o prosseguimento dos conteúdos.

Ou seja, um conteúdo fundante é aquele considerado fundamental e essencial para que o aluno desenvolva o que será dado em seguida.

Quando pensamos em História, por exemplo, um aluno, para aprender adequadamente a Primeira Guerra Mundial, deve entender de antemão Imperialismo, Liberalismo e Nacionalismo. Essa sequência é importante para que a aprendizagem seja mais coerente e efetiva. Nesse caso, esses são considerados alguns dos conteúdos fundantes para o aprendizado da Primeira Guerra Mundial.

O grande desafio está principalmente no início do ano letivo, quando o professor deve ter certeza de que os conteúdos da série anterior foram devidamente aprendidos para aprofundá-los ou dar início a novos assuntos. Afinal, nem todo conteúdo dado é necessariamente aprendido e, no caso dos conteúdos fundantes, as dúvidas e lacunas vão prejudicar a continuidade do aprendizado.

A importância da avaliação diagnóstica do conteúdo fundante

Para assegurar que os alunos estão prontos para prosseguir com a matéria, o primeiro passo é mapear todos os conteúdos fundantes que foram contemplados nas séries anteriores e planejar atividades diagnósticas para verificar se eles foram devidamente compreendidos pelos alunos.

Dessa forma, as avaliações diagnósticas são extremamente importantes não apenas para verificar o que o aluno aprendeu no ano letivo anterior, mas também para garantir o domínio dos conteúdos fundantes que serão fundamentais para dar continuidade ao currículo.

 

A partir dos resultados das atividades diagnósticas, o professor terá dados concretos a respeito do desempenho dos alunos nos conteúdos fundantes. Com isso, podem planejar aulas revisionais mais assertivas e apropriadas para cada turma, para então prosseguir com os conteúdos previstos para o ano.

Uma vez solucionadas as lacunas dos conteúdos fundantes, o aprendizado se torna mais coerente e mais claro, o que ajuda a manter a motivação dos alunos.

É importante salientar que diferentes alunos e turmas aprendem de formas diferentes. Sendo assim, é esperado que cada turma apresente dificuldades e lacunas em conteúdos fundantes diferentes. Isso reforça a importância de basear intervenções pedagógicas e aulas revisionais em avaliações diagnósticas. Uma análise dos resultados dos alunos nas avaliações diagnósticas permite identificar as dúvidas específicas de cada turma.

O que fazer quando há uma lacuna de aprendizagem relacionada a um conteúdo fundante?

Quando as avaliações indicam um desempenho insatisfatório dos alunos, o problema pode estar relacionado a uma lacuna de aprendizagem nos conteúdos fundantes. Para validar essa hipótese, pode-se aplicar uma avaliação diagnóstica com o objetivo de identificar quais são os conteúdos fundantes que apresentam defasagem.

O próximo passo é revisar os conteúdos com os alunos. Além de abordar o assunto em sala em uma aula revisional, também podem-se propor atividades em grupo e sessões de monitoria. Essas diferentes formas de abordagem ajudam os alunos em dois cenários: quando a lacuna de aprendizagem é apresentada pelo grupo como um todo ou quando a dificuldade é pontual, apresentada por poucos estudantes.

Uma vez que os assuntos foram revisados, novas avaliações devem ser aplicadas, para assegurar que os estudantes realmente dominaram os conteúdos nos quais apresentavam dificuldades de aprendizagem.

Com um ciclo constante de diagnóstico, análise dos resultados e aplicação de intervenções pedagógicas, o desempenho e o aprendizado dos alunos são melhorados significativamente. 


Fale com um
especialista

Converse com um especialista e saiba como a par pode ajudar sua escola a alcançar resultados pedagógicos cada vez melhores.