Tecnologia na sala de aula: 5 novidades que já estão nas escolas

Tecnologia na sala de aula: 5 novidades que já estão nas escolas

Por Luísa França

25 de abr de 2018 Tecnologia da Educação

O uso da tecnologia na sala de aula tem modificado o modo como os jovens aprendem. Nascidos depois do ano 2000, quando uma verdadeira revolução tecnológica aconteceu, os alunos de hoje demandam abordagens inovadoras quando o assunto é ensino.

Os professores também têm mudado suas práticas pedagógicas por causa da tecnologia, de acordo com a pesquisa TIC Educação, que traz dados a respeito da influência das tecnologias da informação e da comunicação em escolas públicas e particulares. O estudo, realizado em 2016, aponta que 94% dos professores ouvidos acreditam que o uso de tecnologias permite o acesso a materiais didáticos mais diversos e de melhor qualidade. Além disso, a maioria concorda que outros benefícios são a adoção de novos métodos de ensino e o cumprimento de ações administrativas com maior facilidade – 85% e 82%, respectivamente.

Desse modo, cabe aos educadores e gestores escolares acompanhar os avanços das principais tendências, investindo cada vez mais em métodos de ensino que tragam a tecnologia para a sala de aula.

Pensando nisso, reunimos neste artigo 5 novidades que já podem ser vistas em escolas de todo o país. Se não quiser ficar para trás, acompanhe!

1. Livro digital

Os livros digitais começaram a ganhar força nos últimos anos, quando as principais livrarias do Brasil investiram nos seus próprios modelos de e-reader. Não demorou para que a novidade tomasse conta das escolas, e é fácil entender o porquê.

Prático, leve e moderno, os leitores digitais chamaram a atenção dos jovens que cresceram em meio a videogames e computadores. Entre os aspectos que garantiram a popularidade dessa tecnologia, o mais relevante provavelmente é a possibilidade de se explorar recursos que vão muito além do que é apresentado no livro didático impresso.

Isso porque os leitores digitais permitem que o texto original seja complementado com vídeos, áudios, animações, simulações, mapas interativos, softwares, links e muitos outros materiais que visam a facilitar a aprendizagem. Esses recursos ajudam professores e alunos a contextualizarem e conectarem os conteúdos, tornando o conhecimento mais aprofundado.

2. Formação continuada online

A formação continuada é muito importante para qualquer educador, porque ajuda o docente a aprimorar suas práticas pedagógicas e a se atualizar a respeito de novas tendências educacionais.

Entretanto, muitas vezes conciliar os cursos e palestras de formação com a rotina atarefada do professor ou do gestor escolar pode ser um grande desafio. Nesse caso, a formação continuada online tem muito a contribuir.

Os cursos à distância são disponibilizados online e podem ser feitos conforme o ritmo e disponibilidade de cada professor, tornando o processo de desenvolvimento muito mais flexível e proveitoso. Há cursos que contam inclusive com tutoria online, para esclarecer possíveis dúvidas, e certificação de conclusão. A formação continuada online também viabiliza o Microteaching, uma teoria que tem ganhado força devido aos seus benefícios e sua viabilidade.

Assista ao bate-papo: A formação continuada e o planejamento escolar

3. Gamificação

A gamificação consiste em trazer a dinâmica dos games para a sala de aula e é uma das maiores tendências atuais no campo da educação. Alguns dos aspectos dos jogos que podem ser trazidos para a sala de aula são o desafio, que estimula os alunos a se superarem; a definição de objetivos, que ajuda o estudante a manter o foco nas tarefas; e a competição, que aumenta o engajamento quando incentivada de maneira saudável.

O grande benefício da gamificação para a educação é a sua capacidade de estimular os alunos a aprender mais e de maneira divertida. Além disso, ao aplicar os conhecimentos nos jogos, fica mais fácil colocar o conhecimento em prática e fixar o conteúdo aprendido nas aulas.

Em sala, a gamificação aparece, por exemplo, por meio de atividades aplicadas de forma lúdica, que concedem recompensas conforme o aluno aplica seu conhecimento e que ficam mais difíceis ao passo que o estudante avança nas tarefas.

4. Redes Sociais

Ainda que normalmente sejam usadas para diversão, as redes sociais têm grande potencial de contribuir com o processo educativo – tanto dos alunos quanto dos professores e da gestão escolar.

A criação de grupos, por exemplo, é uma prática que tem muito a contribuir. Grupos criados com os alunos possibilitam que os professores enviem materiais diferentes e interessantes, que atraem a atenção dos alunos, mas que fogem do formato padrão que é visto em sala.

Além disso, os grupos permitem que os alunos discutam os conteúdos entre si e tirem suas dúvidas com os colegas de maneira mais prática e rápida. O professor pode até mesmo propor debates a respeito de notícias e acontecimentos que se relacionem com o conteúdo trabalhado em aula.

Quando criados envolvendo professores e gestão escolar, por sua vez, os grupos permitem a troca de boas práticas pedagógicas e ajudam a transmitir avisos de forma mais rápida.

5. Avaliação online

O processo de aplicar uma atividade impressa em sala geralmente envolve a preparação da atividade e a sua correção manual, sendo que muitas vezes o resultado não vai além da porcentagem de acerto.

Nesse contexto, as avaliações online têm muito a contribuir – tanto no que diz respeito ao tempo de correção quanto aos resultados dos alunos. Isso porque esse tipo de atividade é corrigido automaticamente e gera relatórios de desempenho que vão muito além do número de acertos.

Torna-se possível acompanhar, por exemplo, a taxa de acerto por conteúdo ou habilidade, bem como a taxa de marcação por alternativa. Calcular esses tipos de resultados manualmente é inviável para qualquer professor, mas com a atividade online esses dados passam a ser oferecidos automaticamente.

Assim, o tempo que originalmente era gasto corrigindo-se atividades pode ser usado para se fazer análises profundas do aprendizado dos alunos. Com isso, a escola tem informações muito valiosas que a ajudam a aprimorar constantemente as práticas pedagógicas.

Conclusão

A educação está em constante transformação e a tecnologia está cada vez mais presente nos processos pedagógicos. As novas tendências educacionais têm ajudado as escolas a se aproximar dos alunos, a melhorar o aprendizado a atualizar os processos pedagógicos.

Como você se mantém informado a respeito das novidades e tendências da educação? Baixe o infográfico abaixo e conheça diferentes canais que vão te ajudar a ficar por dentro do que acontece de mais relevante na educação.

Baixe o infográfico “Guia do coordenador atualizado: Como ficar por dentro das novidades?”


Fale com um
especialista

Converse com um especialista e saiba como a par pode ajudar sua escola a alcançar resultados pedagógicos cada vez melhores.